BREVE HISTÓRIA DA ICPP

A Igreja Cristã Presbiteriana de Portugal (ICPP) é uma pequena e recente denominação que tem origem numa equipa de missionários da Presbiteryan Church in America (PCA) dos Estados Unidos da América. Em 1979 vêm para Portugal e formam a Associação de Desenvolvimento Evangélico em Portugal (ADEP) com o propósito de fundar, no contexto evangélico português, igrejas de persuasão calvinista, com sistema de governo presbiteriano e de Fé Reformada Confessional.

Em Portugal não existia à data nenhuma igreja, dentro do grupo de igrejas evangélicas, que tivesse adesão aos símbolos de fé de Westminster (Confissão de Fé, Catecismos Maior e Breve, de 1643-49).

Após tentativas falhadas pela equipa de missionários de trabalhar com a Igreja Evangélica Presbiteriana de Portugal (IEPP), que é a mais antiga denominação religiosa não católica em Portugal, que entretanto tornara-se estranha aos predicados evangélicos históricos do protestantismo dos seus fundadores, e não aceitaram qualquer tipo de parceria, encetaram várias iniciativas de evangelismo. Foram, pois, abertas novas igrejas em Lisboa: Portela (1984), Carnaxide e Telheiras (1990).

Os missionários ainda procuraram igrejas existentes que tivessem a mesma visão doutrinária, e deram apoio a uma Igreja Independente localizada no Barreiro (1955), que mais tarde viria a fazer parte da Denominação e passaria a chamar-se Igreja Cristã Presbiteriana do Barreiro. A Igreja Evangélica Presbiteriana de Cristo (1970), situada no bairro de Campo de Ourique em Lisboa e dissidente da IEPP por causa do liberalismo teológico, encontrava-se isolada e foi aceite na denominação na Assembleia Geral Extraordinária da ICPP reunida em 22 de Março de 1997.

A denominação ICPP foi organizada oficialmente em 21 de Fevereiro de 1992 como IGREJA CRISTÃ PRESBITERIANA DE PORTUGAL.

Hoje, no Norte de Portugal, a ICPP conta com 5  trabalhos ativos:

Igreja Cristã Presbiteriana Manancial, em Paços de Ferreira (um trabalho pioneiro na Região Norte, resultado de uma parceria com a APMT da Igreja Presbiteriana do Brasil); Braga (2018) e Montalegre (2019) — extensões da igreja de Paços de Ferreira — trabalhos recém iniciados através da família Almeida e Martins, respectivamente, apoiadas pelo pastor Paulo Jorge); Benfica e Senhora da Hora (ponto de pregação Pedras Vivas).

BÍBLIA SAGRADA

Cremos que a Bíblia é a revelação escrita e autoritativa de Deus, inspirada verbal e plenamente nos 66 livros canónicos que a compõem, inerrante nos autógrafos e nas cópias fiéis que o próprio Deus preservou para a Sua igreja em todos os tempos (Sl 119.152, Mt 5.18; 24.35, Lc 16.17, 1 Pe 1.25).

SÍMBOLOS DE FÉ

As igrejas federadas, que se compõem de membros que adoptam como única regra de fé e prática a Bíblia sagrada e como sistema expositivo de doutrina e prática a Confissão de Fé de Westminster e os catecismos Maior e Breve, representam-se pelos delegados eleitos pelos presbitérios regionais, na Assembleia Nacional, que é a Assembleia Geral da Igreja Cristã Presbiteriana de Portugal.

PROPÓSITOS

A Igreja tem por fim supremo e principal adorar a Deus conforme as Escrituras do Velho e Novo Testamentos nos revelam. Para além disso, a missão da igreja é propagar o Evangelho. A igreja também promove a educação cristã e as obras de caridade.

© 2018 Igreja Cristã Presbiteriana de Braga

Domingo: culto às 10h00 • EBD às 11h15

Rua de Caires, 328/Avelino Cardoso, 16,

sala 28, Braga • 4700-206

E-mail: contato@icpbraga.pt

facebook.com/icpbraga/

BREVE HISTÓRIA DA ICPP

A Igreja Cristã Presbiteriana de Portugal (ICPP) é uma pequena e recente denominação que tem origem numa equipa de missionários da Presbiteryan Church in America (PCA) dos Estados Unidos da América. Em 1979 vêm para Portugal e formam a Associação de Desenvolvimento Evangélico em Portugal (ADEP) com o propósito de fundar, no contexto evangélico português, igrejas de persuasão calvinista, com sistema de governo presbiteriano e de Fé Reformada Confessional.

Em Portugal não existia à data nenhuma igreja, dentro do grupo de igrejas evangélicas, que tivesse adesão aos símbolos de fé de Westminster (Confissão de Fé, Catecismos Maior e Breve, de 1543-49).

Após tentativas falhadas pela equipa de missionários de trabalhar com a Igreja Evangélica Presbiteriana de Portugal (IEPP), que é a mais antiga denominação religiosa não católica em Portugal, que entretanto tornara-se estranha aos predicados evangélicos históricos do protestantismo dos seus fundadores, e não aceitaram qualquer tipo de parceria, encetaram várias iniciativas de evangelismo. Foram, pois, abertas novas igrejas em Lisboa: Portela (1984), Carnaxide e Telheiras (1990).

Os missionários ainda procuraram igrejas existentes que tivessem a mesma visão doutrinária, e deram apoio a uma Igreja Independente localizada no Barreiro (1955), que mais tarde viria a fazer parte da Denominação e passaria a chamar-se Igreja Cristã Presbiteriana do Barreiro. A Igreja Evangélica Presbiteriana de Cristo (1970), situada no bairro de Campo de Ourique em Lisboa e dissidente da IEPP por causa do liberalismo teológico, encontrava-se isolada e foi aceite na denominação na Assembleia Geral Extraordinária da ICPP reunida em 22 de Março de 1997.

A denominação ICPP foi organizada oficialmente em 21 de Fevereiro de 1992 como IGREJA CRISTÃ PRESBITERIANA DE PORTUGAL.

Hoje, no Norte de Portugal, a ICPP conta com 5  trabalhos ativos:

Igreja Cristã Presbiteriana Manancial, em Paços de Ferreira (um trabalho pioneiro na Região Norte, resultado de uma parceria com a APMT da Igreja Presbiteriana do Brasil); Braga (2018) e Montalegre (2019) — extensões da igreja de Paços de Ferreira — trabalhos recém iniciados através da família Almeida e Martins, respectivamente, apoiadas pelo pastor Paulo Jorge); Benfica e Senhora da Hora (ponto de pregação Pedras Vivas).